Assembléia Geral

Informe das assembléias do DCE.

Desculpem-nos estar relatando apenas agora, estivemos bastante ocupados, mas segue os informes sobre as assembléias convocadas e realizadas na quinta-feira dia 24 de setembro.

Como é do conhecimento de todos tivemos assembléias gerais no dia 24/09, aonde pautamos as questões amplas da universidade, como a falta de democracía, de assistência estudantil e tambem informes das mobilizações do CCHSA.

1ª assembléia – CCHSA: Com cerca de 50 pessoas, foi aprovado um manifesto de estudantes da Pucc e a realização de um ato na terça- feira as 14 horas em frente a reitoria.

2ª assembléia – CCV (manha): Cerca de 100 pessoas presentes, foi proposto e aprovado um boicote a cantina na quarta – feira, e um ato em frente a reitoria aonde entregaríamos esse manifesto dos estudantes. Mas, como já havia sido deliberado na outra assembléia de tambem realizarmos um ato, propomos uma unificação e realização na quinta feira (31/09/09) as 14h00. Encaminhamos tambem comissões que organizariam essas ações.

No campus Central houve uma conversa com umas 15 pessoas pela manhã, que ajudou a amadurecer o debate e pensar novas ações, mas nada foi deliberado.

No campus Central a noite não ocorreu assembléia.

A assembléia a noite no Campus I e as duas do campus Central não aconteceram como planejadas, pois os alunos se manifestavam dizendo que estariam presentes e se mostravam de acordo com as bandeiras quando os abordavamos para entrega de boletins e/ou em passagem em sala. Porem não foram participar, por esse motivo colocamos o equipamento de som na praça de alimentação (shopping) e fizemos uma conversa com os alunos, aonde tiveram intervenções de alguns alunos e os estudantes concordaram com as nossas falas, mas nada foi deliberado.

Sabemos que nenhuma das assembléias foi “lotada” ou algo parecido. Porém temos clareza de que o processo de construção de uma cultura e consciencia de movimento estudantil combativo, que busque uma organização para conquista de direitos não é um processo fácil nem ao menos rápido. Há pouco não tinhamos DCE, e hoje ele consegue ser (mesmo que ainda com diversos problemas que reconhecemos e fazemos uma auto-crítica) um instrumento para impulsionar as lutas pelas reivindicações dos estudantes. Essa assembléia pode ter sido ainda pequena, mas é um avanço, e foi um bom espaço de dialogo do DCE com os estudantes e de início de uma organização buscando formas de reivindicar suas bandeiras.

Não iremos e nem podemos desanimar! Nossos problemas continuam presentes e apenas organizados e lutando é que poderemos mudar algo!

Por isso estamos aqui convidando todos a participar dessa construção!

– Ato quinta feira ás 14h00 em frente à reitoria!

-Quarta-feira boicote à cantina do campus II

Saudações estudantis,

DCE PUC-Campinas.

Assembléia 24/set/09

ASSEMBLÉIA GERAL

Fica convocada, pelos coordenadores do Diretório Central dos Estudantes (DCE), uma assembléia geral a se realizar no dia 24 de setembro, com os seguintes pontos de Pauta:

1. Informes

2. Restaurante Universitário

3. Democracia na PUC

4. Redução das mensalidades

5. Pesquisa (Pauta específica p/ Campus II)

Têm direito a voz e voto nas Assembléias Gerais: Estudantes de Graduação e de Pós – Graduação da PUC-Campinas.

24 DE SETEMBRO

Campus

Local

Horário

Campus I

Palco em frente à praça de alimentação

19:00

Campus I

CCHSA

09:00

Campus II

Palco embaixo do prédio administrativo

11:30

Campus Central

Pátio dos Leões

09:30

20:40

Caso a assembléia não atinja o quorum estatutário fica convocada uma reunião ampliada da gestão do DCE em caráter extraordinário.

Moção de Apoio

Centro Acadêmico de Farmácia

GESTÃO “PEQUENO CONCERTO QUE VIROU CANÇÃO” 2009

CAF UFPR 

Curitiba, 04 de setembro de 2009.

 

 

 

MOÇÃO DE APOIO DO CENTRO ACADEMICO DE FARMÁCIA DA UFPR ÀS LUTAS NA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS 
 
 

      O CAF-UFPR tomou conhecimento recentemente dos acontecimentos que empolgaram na última semana o Movimento Estudantil na PUCC. Entendemos ser este um momento histórico para as lutas nas Universidades Pagas, e não podemos deixar de prestar nossa solidariedade aos militantes que se empenham neste processo.

      Viemos a público por meio desta moção não apenas deixar registrado nosso total apoio àquele movimento, mas também para somar forças nessa empreitada. Já não é de hoje os diversos ataques que os estudantes sofrem em suas escolas por parte das suas administrações. Assim como na PUCC, na nossa UFPR também já tivemos diversos episódios onde a força de uma administração superior covarde e inimiga dos estudantes ousou se erguer contrária aos interesses da comunidade estudantil, porém não sem encontrar resistência.  

      Hoje nos somamos à resistência na PUCC. Somamo-nos a essa luta por entender que a defesa de uma Universidade pública, gratuita e de qualidade, socialmente referenciada e laica é dever de cada militante do Movimento Estudantil. Somos cientes da dificuldade a mais representada aos colegas da PUCC pelo fato de estar, ao contrário da nossa, ser uma instituição privada e paga. Mas entendemos que se a luta for conjunta, e se cada estudante ousar ir contra a ordem vigente, não mais terá de pagar pelo ensino superior em nenhuma universidade.

      O CAF é parceiro de todos e todas que lutam por uma educação decente em suas escolas. Colocamo-nos à disposição dos companheiros da PUCC para tudo o que estiver ao nosso alcance nessa que é apenas mais uma das muitas batalhas que juntos travaremos na luta por um sistema educacional que sirva aos interesses do povo, e não daqueles que exploram o povo. 

 

 

 

Coordenação Geral do Centro Acadêmico de Farmácia da UFPR

 

Informes das mobilizações do CCHSA:

               Àqueles que ainda não sabem, da reunião que aconteceu com o Pe Paulo Sergio no dia 10/09/09 e teve como convidados os representantes de sala, de entidades do CCHSA e do DCE, não se conseguiu tirar muita coisa. A avaliação geral do DCE é que fomos mais enrolados do que outra coisa, mas algumas coisinhas ficaram:

                Ele disse que em 10 dias (no caso terminaria dia 18/09/09) era para estar rodando o onibus de transporte interno, e 20 dias para entregarem uma pesquisa de preço sobre a alimentação. Observem que sobre alimentação foi apenas o prazo para entregar uma pesquisa dos preços do mercado, ou seja, nenhuma proposta concreta de diminuição de preços ou criação de um restaurante universitário e muito menos se propuseram a tentar mudar a visão que eles têm sobre a alimentação, deixando claro que querem estar de acordo com o Mercado e não com a necessidade dos estudantes.

                 Frente a isso a comissão tirou de esperar, pelo menos, até o prazo de dez dias e então realizar uma assembléia para avaliar o que fazer. E até lá realizariamos Pic-Nic’s que acabaram se concretizando mesmo, apenas nos ultimos dias.

                Nesta quinta feira dia 17/09/09 os integrantes das entidades acadêmicas do CCHSA receberam uma carta do Pe Paulo Sergio chamando uma reunião para sexta-feira (18/09/09) para expor o projeto deles de tranporte interno. Nós avaliamos que logo de cara já estamos sendo enrolados, pois o prazo era para termos o transporte interno rodando e não para apresentar o projeto. Mesmo assim, iremos à reunião, mas tendo claro que é quase certeza que será mais do mesmo: ENROLAÇÂO.

                O comite de mobilização (DCE e CA’s e DA’s do CCHSA) convoca então uma assembléia sexta-feira na hora do intervalo em frente à praça de alimentação para darmos informes desta reunião e tomarmos as providências.

                Lembrando que esta reunião, na melhor das hipóteses, já é uma enrolação, pois não trata de todas nossas pautas e não há nenhum onibus rodando, ao contrário do que foi prometido!

                Nós do DCE temos clareza que nada adianta reuniões atrás de reuniões se não tivermos uma mobilização dos estudantes para pressionar as autoridades! Por isso chamamos desde já para construirmos a assembléia geral quinta-feira dia 24/09/09 na praça de alimentação e que continuemos cada vez mais fortes com os boicotes à praça de alimentação!!

Continuamos gritando!

“Nossa Luta é Todo Dia,

                                                           Educação Não é Mercadoria”

Moção de Apoio a Luta dos Estudantes da PUC Campinas

 

 

Nos da ENESSO, apoiamos a lutas dos estudantes da PUC Campinas, diante dos ataques que os mesmos vêm sofrendo da Reitoria.

Sabemos das condições da educação hoje em nosso país, e que esta tem sido usada cada dia mais precarizada e mercantilizada, sabemos também da dificuldade em se manter na universidade, sem assistência estudantil e condições mínimas para subsidiar os gastos que temos com transportes, alimentação, livros, Xerox e etc…

Por estes motivos apoiamos as lutas pelo transporte interno, redução no valor das Xerox, redução nos valores da cantina e autonomia do Movimento Estudantil, que foi violada no ato da Reitoria em trocar as fechaduras dos Centros Acadêmicos, sem qualquer acordo com os estudantes.

 

Pela Autonomia Movimento Estudantil!

Gestão: “Nada Será Como Antes: reconstruir o MESS pela base.”

                                                 2009/2010

                             E- mail: enesso@gmail. com

Fotos das manifestações do dia 10/07/09

cchsa_1

cchsa_2

cchsa_3

cchsa_4

cchsa_5

cchsa_6

Fotos das manifestações do dia 10/07/09

DSC00016

manifestação CCHSA

DSC00017

DSC00018

DSC00019

DSC00021

DSC00022